Valério 1.º em Marvão

dsc00137Tiago Valério (AC Portalegre / UTSM) foi o vencedor absoluto do II Corta-Mato de Marvão realizado no sábado (7) à tarde no Complexo do Museu Cidade de Amaya. Marco Nabais (AC Portalegre / UTSM) completou o pódio absoluto e venceu em M35. Houve ainda vitórias para o ACP em M55 através de Emílio Paulino e em Benjamins para a dupla Tomás e Afonso Nabais. Por equipas alcançámos o 4.º posto. A prova decorreu num local agradável, por entre as ruínas da cidade romana de Ammaya, e reúne todas as condições para se tornar num evento mais significativo. Tecnicamente bastará que seja definido um circuito e o seu piso homogeneizado de modo a evitar que deixe de constituir uma lotaria de entorses; e que os muitos adeptos da corrida que agora existem se habituem a participar nestas provas regionais, bem organizadas, gratuitas, e que podem e devem tornar-se numa festa do desporto. Álbum fotográfico.

Resultados do II Corta-Mato de Marvão (7/1):

7 Km

1.º Tiago Valério (AC Portalegre / UTSM) 22 m 01 s – 1.º M20

3.º Marco Nabais (AC Portalegre / UTSM) 23 m 42 – 1.º M35

9.º Emílio Paulino (AC Portalegre / UTSM) 25 m 10 s – 1.º M55

12.º Nelson Caldeira (AC Portalegre / UTSM) 26 m 18 s –  4.º M20

23.º Rui Monteiro (AC Portalegre / UTSM) 29 m 31 s – 3.º M50

1.º M09 – Tomás Nabais (AC Portalegre / UTSM) 1 m 11 s em 300 m

2.º M09 – Afonso Nabais (AC Portalegre / UTSM) 1 m 24 s em 300 m

Equipas

4.º ACP

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close