filipe-quelhas-cabeceiras-2016
Filipe Quelhas TOP20 em Cabeceiras de Basto

Filipe Quelhas (AC Portalegre / UTSM) classificou-se em 18.º lugar (14.º M20) nos 30 Km Trail do Guerreiro disputado ontem em Cabeceiras de Basto. Eis o relato do atleta desta sua primeira participação pós Maratona de Valência.

“Para a semana seguinte a Valência, estava previsto recuperar da estreia na maratona e voltar aos trilhos, no entanto a dor do pé mantinha-se e não permitiu treinar durante a semana, treino no domingo, ainda em estrada, inicio da semana e aparece dor de dentes, só faltava esta, noites mal dormidas, dias mal passados, quinta-feira começo com antibiótico e a coisa começa a melhorar, no sábado decido ir correr, a vontade era muita.

O regresso aos trilhos, exactamente 3 meses depois do Trail de Sôr, complexo turístico “Quinta da Veiga”, Bucos, uma lareira à nossa espera no levantamento dos dorsais, espectáculo, cafezito trazido pela menina enquanto me preparava, aquecimento e lá vou eu.

Inicio calmo, nos primeiros kms as pernas pareciam pesadas, o pé não dói, os dentes também não, maravilha, que saudades que tinha dos trilhos, de desfrutar da natureza, primeiro abastecimento aos 11 kms, as pernas começam a ficar mais leves, a partir do km 14, corremos junto a uma levada, ora pela esquerda, ora pela direita.

Segundo abastecimento não paro, logo a seguir cruzo com a menina que liderava a caminhada, a partir daqui sinto-me bem e acelero, vou ultrapassando malta, sempre junto à levada, por volta dos 23 kms termina a levada e começa um caminho de terra, mais à frente desaparecem as fitas, voltamos atrás e fitas no chão, afinal era mesmo em frente, meia-volta e siga, ritmo quebrado e voltamos a encontrar fitas, começa subida, as pernas voltam a pesar, o ritmo nunca mais foi o mesmo, a quebra foi notória, nos últimos 7 kms, tentei gerir o esforço e controlar a malta que vinha atrás.

Atendendo a que, não treinava/corria em trilho à 3 meses e aos acontecimentos das duas semanas anteriores, em que só fiz um treino e de estrada, até nem foi assim muito mau, domingo temos o Trilho do Sarilho.”

filipe-quelhas-cabeceiras-b2016

Anúncios