Sala cheia na reunião do calendário do ACP para 2017. A Direção do ACP apresentou ontem aos atletas as ideias mestras do calendário competitivo para 2017. A partir duma proposta concreta os sócios/praticantes presentes na reunião puderam participar na construção da programação daquele que se prevê venha a ser um ano na linha dos anteriores com um incremento na quantidade, qualidade e diversidade da participação em eventos, prevendo-se que seja ultrapassada largamente a centena.. A partir da ideia base “uma mão cheia de ideias” os principais objectivos definem-se em torno de 5 eixos, os 5 dedos duma mão sempre disponível para promover a corrida e o Alto Alentejo: a) participação no Campeonato Nacional de Trail; b) todos juntos 1 vez por mês; c) veteranos nos Nacionais ANAV; d) participação no Campeonato Nacional de Estrada FPA; e e) ACP clube de Maratonistas. No ponto a) pretende-se focar a prestação competitiva dos mais competitivos trail runners do clube no Nacional de distância até Maratona, na tentativa de continuar a lutar pelo título nacional como tem acontecido nos últimos 3 anos. No ponto b) o enfoque será na reunião regular (1 vez por mês em média) de uma grande quantidade de atletas num mesmo evento já que a diversidade de participações e a dispersão geográfica das mesmas sendo saudável e um sintoma da saúde desportiva do clube “exige” como contrapartida momentos de partilha colectiva regulares. No ponto c) procurar-se-á que os nossos “veteranos de luxo” possam participar nalguns dos Campeonato Nacionais Masters e neles afirmar o seu reconhecido valor. O mesmo objectivo é perseguido na alínea d) em que se procurará estar presente com os melhores no Nacional de Estrada FPA. Finalmente o foco e) na participação em Maratonas em Portugal e no estrangeiro. São cada vez mais os membros do clube que elegem a participação na mítica distância olímpica como um objectivo de “carreira” pelo que o enfoque passa por afirmar o ACP como um clube de referência não só de trail runners mas também de maratonistas. A proposta do calendário partiu da identificação das actuais características do clube mas não deixou de reflectir sobre a importância de se encontrar um meio de voltar a dar protagonismo às camadas jovens, que tem funcionado mais como formação e menos na vertente da participação em competições. A maior parte dos eventos em que o clube participará estará publicamente disponível na página Calendário, sendo de realçar que o conceito Liberdade (no sentido de cada membro do clube competir onde e quando lhe apetecer sem orientações rígidas) vai continuar a ser uma das marcas da Alcateia. Muito vão uivar os lobos em 2017 por essa Europa fora!

Anúncios