A “hermanar” serras: São Mamede, Fria e Jola

Correr sob 40ºC não é para todos! Não se encontra uma pinga de água! ;) (foto de João Correia)
Correr sob 40ºC não é para todos! Não se encontra uma pinga de água! 😉 (foto de João Correia)

Todos sabem. O que prometemos, cumprimos. Não, não é uma promessa, são factos, que se constatam dia-a-dia, semana-a-semana, ano-a-ano, década-a-década. Ontem o calor torrava, as piscinas estavam apetecíveis, as sardinhadas passadas e futuras convidavam a repousos mas … prometêramos hermanar as serras de São Mamede, Fria e Jola em passo de corrida por  trilhos e lá fomos. Às 8 h da manhã já dúzia e meia de almas, entre portugueses e espanhóis, estavam reunidos junto ao Camping Águas Claras para 4 h de corrida em ritmo de passeio pelos trilhos do contrabando centrados em Jola. Ciceroniados por Miguel Angel Holgado e Ismael Gonzalez  concretizamos o há muito ambicionado free trail running Jola. Mais um entre muitos que já se realizaram e entre muitos que se seguirão. Correr, progredir, banhar nos tanques da Sierra Fria, beber sequioso a mais fresca e apetecível água de fontes naturais, contar com a hospitalidade de nuestros hermanos nos abastecimentos não previstos e terminar com uma banhoca final na piscina e uma comida sob os encantos de Puerto Roque que só valorizam quem sabe valorizar. A custo zero já perguntamos quando é a próxima. Em breve informaremos. Só para amigos. Só para quem corre. Fotos do evento.

Estrada: Pódios em Évora, Sardinhada em Peniche

Vítor Cordeiro sempre no pódio
Vítor Cordeiro sempre no pódio

O tradicional Grande Prémio do São João, em Évora, esteve interrompido mas voltou a organizar-se ontem na tradicional distância de 10 Km. Primeira nota positiva para o fato de manter o nome e a ordem da edição, 34.ª, nem sempre comum pois já assistimos a algumas organizações lançarem “primeiras” edições de eventos cujo o moribundo ainda se encontra quente. Calor foi o que não faltou ontem em Évora, na temperatura e na participação portalegrense, nomeadamente na que nos interessa neste local, a do ACP. Terceiro lugar absoluto do veteraníssimo Vítor Cordeiro e ainda mais dois lugares no pódio, por Emílio Paulino e Francisco Costa. Em Peniche, no sábado à noite, a participação foi mais discreta mas não menos entusiasmada. João Farinha foi o maís rápido dos lobos nos 15 Km: 1 h 00 m 29 s. Vejamos os resultados de todos:

15 Km Corrida das Fogueiras (Peniche, 27/6/2015):

1º Youssef El Kalay 47 m 45 s

158.º João Farinha (AC Portalegre / UTSM) 1 h 00 m 29 s

1798.º Nuno Rodriguess (AC Portalegre / UTSM) 1 h 25 m 10 s

2462.º Natália Alexandre (AC Portalegre / UTSM) 1 h 37 m 54 s

2463.º Bruno Carrilho (AC Portalegre / UTSM) 1 h 37 nm 55 s

2729.º Joaquim Rita 2 h 03 m 44 s

10 Km GR São João (Évora, 28/6/2015):

1.º Bruno Paixão 32 m 40 s

3.º Vítor Cordeiro (AC Portalegre / UTSM) 34 m 50 s – 1.º M50

18.º Francisco Costa (AC Portalegre / UTSM) 38 m 36 s – 3.º M45

23.º Emílio Paulino (AC Portalegre / UTSM) 39 m 25 s – 3.º M55

80.º Luís Rodrigues (AC Portalegre / UTSM) 48 m 37 s

108.º Ana Vintém (AC Portalegre / UTSM) 51 m 51 s – 7.ª F20

136.º Rute Ferreira (AC Portalegre / UTSM) 57 m 34 s – 5.ª F35

156.º Mário Caetano 1 9 44 m 35 s

Ultras: Hélder 40.º na Freita, Barrero 130.º em Peñalara

Hélder Melo 40.º no UTSF
Hélder Melo 40.º no UTSF

Foi um FDS de ultras de referência um pouco por todo o mundo (WS, Lavaredo, Ronda del Cims, Peñalara e, entre nós, a mítica Freita). O ACP teve atletas a competir nas duas últimas e ambos conseguiram alcançar a Meta, fato sempre assinalável quando se trata de correr ininterruptamente durante quase um dia inteiro por terrenos com uma dificuldade extrema. No Gran Trail Peñalara Fernando Alvez Barrero hesitou, face a algumas dificuldades na preparação, mas finalmente decidiu-se pela participação. Em boa hora o fez já que deu nova grande talhada no seu record pessoal que estava em 21 h 26 em 2014. Foi 130.º entre 323 finalistas com 20 h 41 m 41 s. Por cá a mítica Freita (UTSF) avantajou-se para os 100 Km e, como sempre, cobrou caro a ousadia de nela participar. 62 dos 134 concorrentes não conseguiram terminá-la. Não foi o caso de Hélder Melo que marcou o 40.º lugar entre os  seletos 72 finalistas concluindo-a em 21 h 31 m 32 s. A ambos os nossos parabéns.

48 h alucinantes: Freita, Peñalara, Peniche, Évora e JOLA

TRAIL RUNNING JOLAO dia a dia do ACP é uma festa permanente! Atração principal: a corrida! No próximo FDS celebramos de novo a nossa divindade em, pelo menos, 5 diferentes santuários. A ver se há lobos para tanta oração. Tudo começa às 23 h 30 m de sexta-feira, na serra de Guadarrama, a norte de Madrid, com uma nova presença de Fernando Alvez Barrero nos 115 Km D+5000 m do Gran Trail Peñalara, que celebra a sua 6.ª edição. Coisa para perto das 21 h 26 m 14 s com que o Fernando o completou em 2014. Sete horas e meia depois, às 7 h de sábado, Hélder Melo aventura-se na mais longa edição de sempre do Ultra Trail Serra da Freita, 100 Km com um desnível positivo acumulado de 5700 m. É um desafio superlativo que o Hélder enfrentará com a determinação de quem corre na sua serra. Saindo dos montes para o “reino do ritmo regular” ainda no sábado, pelas 21 h 30 m, João Farinha e outros companheiros enfrentarão os participados 15 Km da Corrida das Fogueiras, em Peniche, que celebra a sua 36.ª edição. Outra clássica que regressa é o Grande Prémio de São João, em Évora, em cujos 10 Km, que se iniciarão no domingo pelas 10 h, estarão, entre outros os nossos históricos Vítor Cordeiro e Emílio Paulino. Veterania e juventude unidas e, sobretudo, muita paixão genuína pela corrida, é a marca distintiva com que se afirmam os lobos de Portalegre. Paixão genuína pela corrida demonstrarão também os participantes em mais um free trail running de Verão na região, centrado desta feita na Sierra Fria e em Jola. Início pelas 8 h para uma manhã inteira de progressão em grupo, sem competição e em autonomia total. Entre no evento TRAIL RUNNING “JOLA” e veja como também pode participar.

Solstício de Verão na Vidigueira

ACP na 29.ª Escalada do Mendro (falta a Sílvia)
ACP na 29.ª Escalada do Mendro (falta a Sílvia)

Realizou-se hoje no concelho da Vidigueira (Beja) uma das mais antigas corridas da região, a Escalada do Mendro, que na versão actual, a 29.ª, propõe aos concorrentes subir ao Mendro e regressar ao longo de pouco mais de 11 Km num percurso misto de trail e estrada. Lá estivemos de novo com os nossos atletas de todos os dias, que percorrem milhares de Kms apenas por algo tão simples como é o prazer de correr. Claro que também adoramos competir e damos sempre o máximo. No dia do solstício de Verão de 2015 fomos 10 os que, entre 221 classificados, levamos o orgulho de ser LOBO ACP até à meta. Vejamos os resultados de todos onde, mais uma vez, pontificaram os nossos super-veteranos Vítor Cordeiro e Emílio Paulino com vitórias em M50 e M55. Por equipas fomos 3.ºs.

29:ª Escalada do Mendro: 11 Km Vidigueira > Mendro > Vidigueira:

1.º Bruno Paixão (Benaventense) 39 m 30 s

10.º Vítor Cordeiro (AC Portalegre / UTSM) 42 m 31 s – 1.º M50

17.º Luís Semedo (AC Portalegre / UTSM) 43 m 59 s – 9.º M20

33.º Emílio Paulino (AC Portalegre / UTSM) 46 m 58 s – 1.º M55

43.º Francisco Costa (AC Portalegre / UTSM) 48 m 37 s – 5.º M45

62.º João Farinha (AC Portalegre / UTSM) 52 m 12 s

108.º João Correia (AC Portalegre / UTSM) 57 m 43 s – 9.º M50

116.º Luís Miguel Rodrigues (AC Portalegre / UTSM) 59 m 24 s

172.º Ana Vintém (AC Portalegre / UTSM) 1 h 08 m 28 s – 20.ª F

177.º Rute Ferreira (AC Portalegre / UTSM) 1 h 09 m 13 s – 23.ª F

211.º Sílvia Félix (AC Portalegre / UTSM) 1 h 26 m 17 s – 33.ª F

221.º Isabel Galhardo (Penafiel) 1 h 49 m 01 s

Maurício e Paulino foram às cerejas

Luís Maurício e Emílio Paulino
Luís Maurício e Emílio Paulino

A Serra da Gardunha foi palco de mais uma competição de trail running que se estreou. Entre os cerca de 300 concorrentes aos vários eventos estiveram o Luis Maurício e o Emílio Paulino que protagonizaram mais uma aventura neste nosso mundo das corridas. Relato do Luís no Alcateia ACP: “Hoje foi dia de rumar até aos 15 km do I Trail Running “Cereja do Fundão”, juntamente com o Emílio Paulino. Aconteceram várias peripécias mas no final fica a boa disposição e o 1º lugar Vet45 para mim com 1 h 18 m e 3º lugar Vet55 para o Emílio com 1 h 49 m (+ 5 Km por engano, NR). Hoje não há percurso GPS (o Garmim foi-se) mas ficam as fotografias do dia, para memória futura. Ah! Já me esquecia! O Emílio fez 20 km e uns trocos (no trail de 15km) e ainda consegue o 3º lugar do escalão! Grande máquina!”

Site do evento.

Brisas do Atlântico e Trail dos Cucos

Vítor Cordeiro venceu Brisas do Atlântico
Vítor Cordeiro venceu Brisas do Atlântico

Lobos em duas frentes no Dia de Portugal. Entre Almograve e Zambujeira do Mar disputou-se a 9.ª edição da Meia Maratona Brisas do Atlântico com a presença de Vítor Cordeiro (1.º M50 e 14.º da Geral com 1 h 13 m 47 s, Emílio Paulino (5.º M55) com 1 h 22 m 44 s e Luís Maurício (11.º M45) com 1 h 36 m 27 s.

Sílvia Félix em Trail técnico
Sílvia Félix em Trail técnico

Mais a norte, na região de Torres Vedras, Sílvia Félix esteve entre os 178 concorrentes que marcaram presença no Extreme Trail Cucos 15 Km classificando-se em 109.º com 2 h 42 m 41 s.