ACP 1.º no Piódão Nuno Paiva 3.º

Gonçalo Carita, Nuno Paiva e Marco Nabais (foto de José Gonçalves)

O ACP-Atletismo Clube de Portalegre/UTSM venceu hoje a distância ultra da 8.ª edição do Piódão Trail Running. No evento de 53 Km com um desnível positivo de 3250 m, que marcou o regresso dos eventos do Circuito Nacional de Trail Ultra, Nuno Paiva subiu ao pódio individualmente, com um 3.º lugar absoluto e 1º sénior com 5 h 39 m 05 s, logo seguido de Gonçalo Carita, 4.º absoluto e 2.º sénior, com 5 h 43 m 40 s. Marco Nabais fechou a equipa com um magnífico 10.º posto absoluto e 4.º M40, com 6 h 27 m 21 s. Um regresso fantástico após um longo período de confinamento em que, apesar da desmotivação pela falta de competições, muitos dos nossos atletas nunca perderam o foco e regressam agora ao mais alto nível nacional quase ao seu melhor nível. Um regresso auspicioso que poderá ter continuidade já no próximo sábado em Penacova onde Luís Semedo e Filipe Afonso participarão no Nacional de Trail.

A equipa, composta ainda por Bruno Neves e João Farinha (apoio técnico), viajou com o apoio de Francisco Gil Comércio Auto.

Resultados completos

Nuno Paiva 1.º M20 nos 53 Km do Ultra Trail Piódão (foto de José Gonçalves)
Gonçalo Carita (e Nuno Paiva) 2.º M20 nos 53 Km do Ultra Trail Piódão (foto de José Gonçalves)
Marco Nabais 4.º M40 nos 53 Km do Ultra Trail Piódão (foto de José Gonçalves)
Os 5 lobos presente no Piódão (3 atletas TOP 10 e 2 no apoio técnico)

O impossível desafio de Hélder Melo

O evento inspirador – a Barkley Marathon de Gary Cantrell – é mítico no mundo do trail running, como exemplo de uma certa insanidade que também está associada às formas radicais deste desporto. É de tal modo “pouco apelativo” que o mimetismo não tem sido vulgar, que saibamos, por este mundo fora. Surgem no entanto neste FDS (partida entre as 0 h e as 12 h de amanhã, 3 de outubro) as denominadas Voltas do Impossível, sob a batuta do carismático José Moutinho, um dos percursores, a par de António Matias, da prática regular do trail running em Portugal. Se há novidade que surja em Portugal na área da corrida é certo e sabido que terá um lobo na linha da frente, no caso o nosso homem da serra da Freita, Hélder Melo, pronto para ver quantas voltas de 21, 6 Km com D+ de 1614 m cada uma, consegue realizar. A orientação é por GPS, os cerca de 50 participantes foram escolhidos após candidatura – será que houve muitos mais candidatos 🙂 ? – e a dificuldade começa logo por não se saber a hora da partida numa janela que pode ser de 12 h. Depois, conseguindo partir, o objetivo é terminar as 5 voltas (num total de 108 Km com um D+ de 8000 m) em autonomia total em menos de 15 h. – Impossível!, dirão. – Impossível!, dizemos. Resta então desfrutar de um desafio ímpar e ver quantas voltas o Hélder aguenta (terá que fazer as primeiras 3 em menos de 9 h). Vaticinamos que se fique pelas duas. Alguém aposta diferente? Boa sorte e, desde já, parabéns pela coragem.

José Moutinho apadrinha as Voltas do Impossível. Quem melhor, para tão insana tarefa?
Hélder Melo

Machado&Cordeiro os mais rápidos no SMAT

Elite local do trail voltou a colocar um dorsal (fotos Luis Barreto)

A dupla Emanuel Machado / Vítor Cordeiro (EDV Viana Trail) foi a mais rápida na 2.ª jornada do TEJO Internacional São Mamede Adventure Trail que o ACP organizou hoje para o Município de Portalegre. A corrida, disputada por trilhos das portuguesa serra de São Mamede e espanhola Sierra Fria, partiu de São Julião para alcançar a localidade espanhola de El Pino e regressar ao longo de 28 Km com um desnível positivo de 1200 m. A acrescentar à dificuldade do percurso em termos de condição física houve o facto de decorrer em autonomia total e não ser balizado, sendo a orientação exclusivamente por GPS. Outra novidade foi a Partida faseada, com handicap por género/idade, com as 24 equipas presentes (das 38 inscritas), a partirem ao longo de 45 minutos. Embora apresentada como não competitiva no arrolamento por tempos realizado a dupla Marco Nabais / Nuno Paiva (AC Portalegre/UTSM) terminou apenas 3 m 50 s depois, enquanto na vertente feminina a dupla Maria Cabral / Carla Semedo (AC Portalegre/ UTSM) terminou com boa vantagem. Na participada categoria mista um terceto constituído por Almerinda Velez /José Velez / Vitorina Mourato (Lobas ACP) e a dupla Odete Barbas / Joaquim Barbas (AC Portalegre / UTSM) destacaram-se das restantes. Este evento, uma novidade pelas suas características técnicas, marcou o retorno da comunidade running à “competição” e foi organizado obedecendo a um rigoroso Plano de Contingência COVID-19, que foi cumprido na íntegra. Após a sua conclusão participantes e organizadores participaram num almoço volante ao ar livre distanciado e foi possível constatar o alívio por, passados 6 meses de confinamento, ter sido possível voltar a colocar um dorsal.

Folha de Ordem de Chegada (Geral)

Álbum fotográfico de Luís Barreto.

Pista reabre com Segurança

Os nossos jovens regressaram hoje aos treinos na pista do Estádio Eduardo de Sousa Lima após 6 meses de ausência devido à pandemia. Cumprindo um rigoroso Plano de Contingência definido pelo Município de Portalegre os jovens ansiavam por este regresso. Contudo muitos optaram por “esperar para ver” o que acontece e regressarão concerteza nos próximos dias ao convívio da treinadora Rute Costa. O reinício das aulas, que acontecerá em Portalegre no dia 17, trará a confiança necessária para regressarmos completamente à “nova normalidade”, com mais distanciamento físico, mas mantendo a absolutamente necessária proximidade social. Deixamos algumas fotos deste reinício. Terças e Quintas das 18 h às 19 h esperamos por todos. Com toda a responsabilidade, com toda a segurança.

Jovens lobos já uivam de novo!

Regresso em Setembro com o TEJO Internacional

Cumprindo escrupulosamente as mais recentes Orientações da DGS e as guidelines da ITRA o mês de setembro marca o regresso, em duas jornadas, nos domingos 6 e 27, dos eventos ao vivo com a realização do TEJO Internacional São Mamede Adventure Trail. Um aventura por equipas (2 ou 3 elementos), com 20 a 30 Km por trilhos fantásticos de São Julião e Sierra Fria, com partidas desfasadas e com orientação total por GPS (sem marcações). Não haverá também fornecimento de alimentos tendo os participantes que transportar tudo o que possam necessitar. Regulamento que não foi modificado e que já tinha sido aplicado com enorme sucesso na edição experimental de 23/2. As vagas são limitadas e as inscrições estão abertas. Regressam connosco?

Portalegre Alimenta esta Corrida

É uma ideia do atleta internacional de trail Hélio Fumo, sempre envolvido em causas sociais que, consciente das muitas dificuldades por que passam milhares de famílias devido aos efeitos colaterais a nível económico a que o confinamento pelo combate ao COVID-19 provocou: realizar no dia 6 de junho um recolha nacional de alimentos, com múltiplas variantes regionais ( já vai em mais de meia centena), denominada Alimenta esta Corrida. Convidou-nos para dar corpo à iniciativa em Portalegre e de imediato aderimos. Contactamos mais de uma vintena de associações locais para se nos associar e muitas delas fizeram-no já. Para participar basta comparecer no sábado dia 6 de junho, entre as 8 e as 20 h, no Plátano do Rossio em Portalegre, com alimentos com um prazo de validade longo. Serão de imediato entregues ao Banco Alimentar contra a Fome – Portalegre, a instituição que elegemos como beneficiária local desta iniciativa. Muito obrigado a todos os que estão a colaborar com a iniciativa e um agradecimento antecipado a todas as dádivas. Esperamos que sejam muitas!